Religiosidade

“Alguém já viu o filme ‘À procura da felicidade’, com Will Smith? É uma linda história – é baseada em fatos reais – que serve como motivação para qualquer um que esteja passando por algum tipo de dificuldade ou que precise de uma motivação a mais para novas conquistas

Se você pensa que isso é impossível ou improvável, gostaria de convidá-lo a acompanhar esse drama da vida real.
“À procura da felicidade” relata a história de Christopher Gardner,que se passa durante o começo da década de 80.
Chris lançou um livro narrando sua saga -“The Pursuit of Happyness”, relatando que apostou, no início de sua vida de casado, toda sua poupança na revenda de máquinas portáteis a pequenos hospitais e consultórios médicos.

Uma alternativa mais moderna às velhas máquinas de raio X, o que parecia ser um negócio da China.
Logo se transformou em um pesadelo. Ele percebeu a dificuldade em vender um equipamento caro e com pouco mercado, já que a tecnologia naquele momento era um luxo. Naquele período, o EUA e o mundo passavam por problemas econômicos sérios oriundos da chamada Crise do Petróleo.

Narra em sua história que, para pagar suas despesas básicas, precisava vender ao menos 3 máquinas por mês, o que não conseguia. Quando se deu conta, era um homem desempregado, abandonado pela esposa, pai solteiro, mendigo, carregando o filho pequeno para os abrigos de sem tetos, bancos de jardins e até banheiros públicos, que serviram de dormitório.

Qual seria sua reação se sua vida começasse a seguir rumo a um grande abismo?

Imagine sua mulher cobrando conforto e segurança, seu filho pequeno, que você tanto ama, permanecendo o dia todo em uma creche nada higiênica ao lado de animais e profissionais sem nenhum recurso pedagógico. Triste?

Razão para total desespero? Oportunidade?

E se suas contas estivessem atrasadas, incluindo o aluguel?

E se, dada tamanha pressão, sua mulher o abandonasse?

Em uma de suas incansáveis peregrinações pelas ruas de São Francisco, Chris Gardner observou um sujeito procurando vaga para estacionar uma Ferrari vermelha. Impressionado com a máquina ele fez duas perguntas: “O que você faz? Como você faz?”

O dono da Ferrari disse que era corretor da Bolsa de Valores e que tudo o segredo era simlpes: ser bom com números e com pessoas. Começou ali uma guinada incrível na vida de Chris. Nesse momento, todas as suas economias somavam apenas US$ 25.

Ele se inscreveu em um programa de estágio não remunerado numa corretora de valores, sobrevivendo com a venda de uma ou outra máquina para alguns médicos e usando todo o seu tempo livre (madrugadas) estudando livros que recebera durante o estágio. Durante esse tempo, Chris desenvolveu a chamada “Teoria dos fertilizantes”:

“Nesse mundo existem dois tipos de pessoas: aqueles que vêem um monte de estrume e o identificam como merda e os que reconhecem ali uma boa quantidade de fertilizantes”

Depois de muito tempo penando, Chris se destacou no estágio e conseguiu licença para operar oficialmente na Bolsa. Logo encontrou emprego na conceituada firma Bear, Stearns & Co. Inc.

Através da história de Chris, percebesse que, mesmo nos piores momentos, a busca da felicidade foi apenas um pontapé inicial para a busca de uma compensação para suas perdas financeiras. A felicidade foi encontrada não na possibilidade de ganhar milhões ou comprar uma Ferrari, mas poder proporcionar algo de bom para seu filho: o exemplo. O dinheiro foi uma ótima consequência.

Não deixe que ninguém o faça desistir dos seus sonhos ou que ninguém lhe diga do que você é capaz. Só você sabe disso. Nem sempre o que é realmente valioso em nossas vidas pode ser comprado. A felicidade por poder proporcionar aos filhos boa educação, roupas caras e brinquedos da moda nunca deve ser comparada à felicidade em situações menos abastadas. Felicidade não se quantifica, se vive!

Todos nós temos fixação em histórias como as de Chris. Ficamos fascinados pela possibilidade de alguém sair da pobreza e ficar rico, não é mesmo? É claro que esta é uma história de sucesso, mas note que ela vai além do desejo de riqueza, poder e fama. Trata-se de uma lição de força de vontade, motivação, perseverança.

Infelizmente, milhares acabam indo na direção oposta, afundando cada vez mais em suas dívidas e problemas pessoais. Não é fácil, é verdade. Não temos a menor noção do périplo enfrentado por pessoas como Chris. Filme é filme, vida é vida.

O que tudo isso tem a ver com dinheiro, com o Dinheirama?

Tudo! Você só vai atingir seus objetivos financeiros quanto preocupar-se igualmente com seu aspecto pessoal e emocional. Com a felicidade nos pequenos detalhes.

Sugiro, assim, que assimilemos algumas coisas: quem se motiva, aprende com os erros do passado, busca inspiração na cultura e se dedica naquilo que pode fazer a diferença, pode mudar o próprio destino.

A esperança traz a sorte e ambas trabalham juntas na busca do sucesso. Saber se relacionar também é algo fundamental. Mesmo quando Chris dormia nos banheiros públicos, ele manteve-se em contato com as pessoas certas, nas horas certas.

Hoje Chris Gardner é dono da Christopher Gardner International Holding, com sede em Chicago e sua fortuna é estimada em US$ 600 milhões. Ah sim, ele comprou sua primeira Ferrari nos anos 90. Era usada, mas o ex-dono era ninguém menos do que Michael Jordan, o maior gênio da história do basquetebol. Ficaram amigos.

No final, como parte do aprendizado, vemos que força de vontade e persistência podem fazer toda a diferença. Fugindo dos tradicionais artigos técnicos e de dicas financeiras, navegamos por uma história real de alguém interessadíssimo em finanças, que trinfou e, humildemente, compartilhou sua história com o mundo através de livro e filme.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s